quinta-feira, 27 de maio de 2010

TRE-RJ torna casal Garotinho inelegível por 3 anos




Prefeita de Campos, Rosinha Garotinho também teve seu mandato cassado. Ela e o marido, Anthony Garotinho, podem recorrer da decisão no Tribunal Superior Eleitoral (TSE)

Valmir Moratelli, iG Rio de Janeiro | 27/05/2010 17:57


O Tribunal Regional Eleitoral do Rio de Janeiro (TRE-RJ) cassou na tarde desta quinta-feira (27), por quatro votos a três, a prefeita de Campos, Rosângela Rosinha Garotinho (PR), tornando-a inelegível por três anos, a contar de 2008. Além de Rosinha, seu marido, o pré-candidato ao governo estadual pelo PR, Anthony Garotinho, e três comunicadores da rádio “O Diário” também ficam inelegíveis por três anos. Segundo informou a assessoria de imprensa do TRE-RJ, o casal foi acusado de abuso de poder político e econômico, beneficiados de práticas panfletárias de rádios e na mídia impressa em Campos, no Norte Fluminense. Rosinha foi governadora do Rio entre 2003 e 2007. Seu marido governou o Estado entre 1999 e 2002.

A votação foi apertada. Em uma primeira sessão, houve um empate, três votos contra e três a favor. Coube ao desembargador Nametala Jorge, presidente do TRE-RJ, desempatar.

Como Rosinha recebeu mais de 50% dos votos, o TRE-RJ convocou novas eleições. Mas o tribunal decidiu aguardar eventuais recursos e embargos, antes de divulgar o calendário eleitoral para as novas eleições.

O uso indevido de meios de comunicação aconteceu durante a campanha de 2008, quando Rosinha foi eleita prefeita da cidade. A decisão é passível de recurso no Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Caso a prefeita recorra ao TSE, há efeito suspensivo. No caso de Anthony Garotinho, entretanto, apenas uma medida cautelar no TSE pode manter sua possível candidatura ao governo do Estado neste ano.

Procurado, Garotinho informou através de sua assessoria que ainda está analisando a decisão do TRE e avaliando junto aos seus advogados como deverá apresentar recurso ao TSE. A assessoria de imprensa da Prefeitura de Campos dos Goytacazes disse que a prefeita ainda não se manifestou sobre o caso.

* Com informação da AE


Pois é, às vezes ao ler manchetes como essa me dá uma sensação de "vergonha" de ser campista. Pois o que se vê é um retrocesso da história, um tempo em quem mandava no Brasil era o poder dos coronéis.
O que justifica essa triste realidade é justamente a qualidade péssima da nossa educação, com professores mal remunerados, desmotivados e ainda sem recursos pedagógicos adequados a exercer sua árdua função. Soma-se a isso, uma elite social que coopta forças para a manutenção de seus caprichos expressos nos jornais locais, em suas disputadas colunas-sociais.
Felizmente me sobra a esperança de mudanças, talvez com a presença do grande capital, agora se instalando na construção do complexo do Açu. Seria também uma possibilidade interessante, os professores se mobilizarem a iniciar um processo de conscientização de seus alunos e população, para que paulatinamente, as coisas mudem de verdade. Uma última hipótese seria o armagedon, mas para isso, muitos filmes e previsões catastróficas de nossa mídia descartável, já estão incubidos de contar
.

Leandro Tavares.

9 comentários:

  1. Não devemos ser tão inocentes ao analisar um assunto tão importante. Reparem que a decisão foi apertadíssima, 4 votos a 3. Acontece que este placar apertado contraria uma regra do Direito: "Na dúvida a decisão colegiada é sempre pró Acusado. Ainda mais quando a decisão de primeira instância tiver sido favorável ao Acusado, que foi o que ocorreu.

    Nos últimos dias chegaram ao Palácio das Laranjeiras, sede do Governo do Rio, pesquisas de intenção de voto onde a distância do entre o atual Governador Sergio Cabral, candidato a reeleição, e o Ex-Governador Anthony Garotinho caiu dramaticamente, de 22 para apenas 9 pontos percentuais, inclusive com Garotinho à frente de Cabral em um eventual segundo turno.

    Não é de hoje que se sabe no mundo político que o cenário de disputa eleitoral com Garotinho não é exatamente o desejo do Governador Sérgio Cabral. Várias atitudes tomadas e muitas outras atribuídas a ele demonstram certo temor de um embate com o Ex-Governador Garotinho, abaixo alguns exemplos:
    1 – Sérgio Cabral fez tudo o que pôde para que Garotinho não conseguisse entrar no Partido da Republica e assim ficasse sem partido, ou legenda, para disputar o Governo do Estado, não conseguiu.
    2 – Cabral tentou de todas as formas que a pré-candidata do PT a Presidência da Republica, Dilma Roussef, não apoiasse a candidatura Garotinho no Estado, conforme divulgado amplamente na justiça não obteve êxito;
    3 – Mesmo com a ação já julgada, inocentando o casal Garotinho, os bens do caso foram tornados indisponíveis mais de uma vez, até que nos últimos dias finalmente voltaram à disponibilidade atendendo sentença da justiça. Aliás, houve decisão afastando a indisponibilidade dos bens em três ações distinta: 15ª Câmara Cível, 6ª Vara de Fazenda pública e 3ª Vara de fazenda Pública
    4 – Garotinho teve seu programa de Radio retirado do ar pelo dono da Radio Melodia. Comenta-se no mercado, principalmente na internet, que tal ação teria ocorrido a pedido do Governador Sérgio Cabral.
    5 – Por fim, este julgamento estapafúrdio que tornaria o casal inelegível por três anos. Neste caso específico duas outras informações são mandatórias para se entender o cenário em que tal julgamento aconteceu:
    5.1 O Autor da ação contra Rosinha Garotinho, Arnaldo Vianna, foi cassado um dia antes deste julgamento e pelos mesmos crimes que acusa Rosinha: Abuso de Poder Econômico.

    ResponderExcluir
  2. 5.2 A Sessão ordinária que trataria deste assunto no TRE acontece sempre às 16h, mas exclusivamente para este caso, foi criada uma sessão extraordinária as 13h que julgou e condenou Rosinha. Ontem, 27/05/2010, também foi um dia em que o PR realizou inserções na TV. Esta antecipação do Julgamento permitiu que a notícia se espalhasse e ganhasse a repercussão que obteve, sendo inclusive um dos tópicos mais comentados nas redes sociais como twitter e facebook e também nos Blogs, prejudicando ostensivamente e claramente a mensagem contida nas inserções do PR que ocorreram a partir das 19h30min
    Por fim mais não menos Importante, todo o cenário político e o mercado de propaganda e mídia conhecem a rixa ou até mesmo perseguição que as instituições Globo impingem ao casal Garotinho e principalmente ao Ex-Governador. Este problema é antigo e se alicerça sobre pilares que para comentar aqui precisaríamos um tópico só para ele e muito, mas muito mais tempo de análise e escrita. Mas o fato é que a perseguição realmente existe e é admitida, longe dos holofotes e flashes naturalmente, até por diretores e executivos Grupo Globo nas altas rodas da sociedade.
    Tal perseguição, incluído no competente processo de “Comunicação Integral” que as organizações Globo realizam de forma muito competente torna este jogo no mínimo desigual, senão vejamos o exemplo de um dia na vida de um cidadão comum, como eu e você:
    Eu Acordo de manhã pego meu Jornal O GLOBO e leio a “NOTICIA XYZ”;
    Tomo meu banho, ligo a TV, e o Renato Machado do “Bom Dia Brasil” destaca a “NOTICIA XYZ” em seu jornal matinal;
    Saio de Casa, entro no Carro ligo meu Carro e a Lucia Hipólito da Radio CBN está analisando as implicações da “NOTICIA XYZ”, talvez até entrevistando alguém que “entenda” bastante do assunto;
    Chego ao Trabalho, ligo o computador, abro a página do G1 para saber das ultimas e a “NOTICIA XYZ” está lá, na capa, esperando pelo meu clique;
    Almoço com os colegas do trabalho e o assunto não poderia ser outro: “NOTICIA XYZ”;
    18 horas, volto para casa, transito engarrafado, 2 horas de engarrafamento, ouvindo a Radio CBN falar sobre os desdobramentos da “NOTICIA XYZ”;
    Chego em casa, tomo meu banho, janto com a família, ligo a TV e lá está William Bonner ao lado de sua esposa tratando de que? “NOTICIA XYZ”: Vejam, agora..., no Jornal Nacional...”
    O Nome disso é “Comunicação Integral”, e não é nada nova. Joseph Goebbels, conhecido como “Marqueteiro de Hitler”, mas que na verdade era o “Ministro do esclarecimento público” da Alemanha Nazista usou e abusou desta técnica. Você fala tanto e em tantos lugares diferentes que para quem está recebendo a informação, qualquer coisa vira verdade absoluta.
    Pensem nisso!
    Ah Sim! E o Ex-Governador está ELEGÍVEL! A Despeito do que vem sendo noticiado pela organização descrita acima, a inelegibilidade só ocorre depois do trânsito em julgado, não couberem mais recursos definitivamente, fato que não ocorreu
    Obrigado pela atenção
    Geraldo Pudim - Deputado Federal – PR/RJ

    ResponderExcluir
  3. Fabíola Fernandes28 de maio de 2010 11:22

    Cabral tem um casa de 2 milhões de dólares ganhando 6 mil e o garotinho que é julgado ? Um tanto suspeito não acham ?

    ResponderExcluir
  4. É imprecionante a facilidade que a mafia do Cabral tem para dar golpes no Rio de janeiro ! a populaçao esta entregue aos intereces de meia duzia de corruptos de rabo preso ! essa sujeirada no RJ tem que ter fim !

    ResponderExcluir
  5. Não vejo como os juizes do TRE se propem a essa sujeira armada por esse politico mafioso que governa nossa cidade ! esse é o segundo golpe do Cabral em menos de 2 anos, o cara tá motivado msm hein !

    ResponderExcluir
  6. Quero que a justiça investigue o Sergio Cabral!
    Essas denuncias são serias e tem que ser severamente verificada !
    como ele compra uma casa de 2 milhos de dolares?
    sua esposa ser advogada do metrô e da supervia, empresas criticadas e com administraçao suspeitas.
    isso não é cabivel para um governador.
    ele sim tinha que ser proibido de ser eleger !

    ResponderExcluir
  7. Uma eleição decente e tudo que a populaçao sofrida e trabalhadora do Rio de Janeiro merece, e é uma obrigaçao dos governantes para seus eleitores facilitarem esse desejo, fazendo o tudo que o Cabral não está fazendo!
    respeito ao povo carioca

    ResponderExcluir
  8. Vanderson Marciel28 de maio de 2010 12:03

    A populaçao de Campos recebeu essa noticiaa com tremendo espanto, a Rosinho venceu uma eleiçao facil, sem dificuldade. A populaçao de Campos esta indignada com esse açao de oportunismo do TRE querendo atingir o Garotinho.

    ResponderExcluir
  9. Quero agradecer aos comentários e esclarecer que o tentei fazer foi um desabafo de um professor e cidadão indignado com a situação política que vivemos hoje. Mas, também vale lembrar que quando o casal Garotinho ocupava o cargo de governador do estado, usou e abusou da força política e da máquina de poder para influenciar, e porque não dizer manipular o TRE. Sendo assim, o que vemos hoje é sem dúvida alguma, um momento de eleição, e que o nosso governador irá usufruir ao máximo de seu cargo e poder, porém temos por obrigação entender e alertar a população desses artifícios da boa e má forma de fazer política.
    Leandro Tavares.

    ResponderExcluir